gww11A principal característica do sensor de vidro é a construção clássica, onde uma bobina de platina está alojada dentro de um tubo de vidro.

Os sensores de temperatura de platina de vidro têm o mesmo conceito de fabricação do sensor cerâmico. Esse conceito se baseia em um elemento sensor que é um fio de platina bobinado e encapsulado em um núcleo de vidro. Este conjunto é submetido a uma certa temperatura que faz com que o fio de platina seja fundido no núcleo de vidro.

Sobre esse conjunto, é aplicada uma nova camada de vidro fundido que serve como proteção mecânica para o elemento sensor de platina.
Esse conceito de design garante ao sensor uma excelente resistência a vibrações e choques mecânicos. Outra característica interessante desse tipo de construção hermética é sua resistência a exposição direta a umidade e a meios líquidos ácidos ou alcalinos.

Os sensores de vidro estão disponíveis em versões simples e duplas e sua faixa típica da temperatura de trabalho varia de -200 a +400 ° C dependendo do modelo.

gww10

Valor nominal: 100 Ω a 0 °C
Coeficiente de temperatura: 3850 ppm/K

Classe de tolerância: IEC 60751: classe B, A e 1/3 B
Tolerâncias mais estreitas na faixa de temperatura restrita.
Fios de conexão: fios de níquel revestidos de platina.
Encapsulamento: Pode ser usado na maioria dos líquidos sem proteção (água, óleo, solvente, ácido …).